terça-feira, 15 de setembro de 2015

A árvore encantada



Olhei-a encantada, inebriada pelo seu cheiro a verde e a flores, apaixonada pelas suas cores luxuriantes, extasiada pela sua beleza, pela sombra que me proporciona, pelos pássaros que nela fazem os seus ninhos, dando-lhe vida extra e chilreando todas as manhãs. 
É uma árvore encantada, gigante que já me tapa todo o telhado do churrasco e da casa da lenha. As guias superiores crescem para o céu como se quisessem tocar as nuvens num contraste de tons. 
Admirei-a vezes sem conta, já a fotografei outras tantas, já me abrigou do sol e da chuva, já me guardou do calor e do frio. Vive ali há mais de 20 anos, quase tantos quanto eu.
Olhei-a de novo. Uma e outra vez. Não me canso de a olhar...
Filha da mãe da buganvília que lhe vão cair todas as folhas e todas a flores até se encontrar completamente nua por altura do inverno. Filha da mãe dos pássaros que me cagam o chão todo. As guias depois de caírem as folhas e as flores secam que até tenho medo de acender o churrasco com medo que aquilo se incendeie.
Puta que pariu que até ao inverno vou andar semanas e semanas da minha vida a varrer flores e a limpar porcaria de pássaro do chão... Acho que este inverno vai levar uma poda.

18 comentários:

  1. Quem mandou-te plantar uma buganvilia nesse sitio? assim tão perto de construção, esperavas que não crescesse? ahahahahahah
    Eu sei, querias dela o melhor dos 2 mundos. Vá lá, poda-a, mas não à escovinha :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda mas muito badalhoca. Desta vez a poda ver ser grande, mas com swag :)))

      Eliminar
  2. O belo tem um preço, seja a buganvília florida ou a bike limpinha e a brilhar. E a julgar pelo que se passa em minha casa, varrer é uma atividade terapêutica :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez até possa ser terapêutico em alguns dias , o pior é quando as folhas forem tantas que vou ter de adiar a pedalada para as varrer :))))

      Eliminar
  3. Fantástico, este teu texto...
    (desculpa a demora nas respostas, mas tenho andado assoberbado de trabalho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao te preocupes com isso Jorge. Vens quando puderes e quiseres. Abraço :)

      Eliminar
  4. A minha avó tem duas lindas lindas como a tua em casa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que tenha quem lhe varra as folhas coitada :)))

      Eliminar
  5. Que está linda está, mas nem quero mesmo imaginar o trabalhão no inverno! Devia de ser ao contrário, estar o inverno toda linda e depois no verão então podia depenar :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como dizem ali atrás, não há bela sem senão. Adoro a minha buganvília mas havia de ser de folha perene, assim não vale, tanta folha no chão todos os dias :)

      Eliminar
  6. Tudo tem um preço, sem dúvida, mas poucos têm, como tu, uma mistura tão bem doseada de poesia e pragmatismo. :)

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AC, ela é de facto magnífica mas nada prática :))
      Beijinhos

      Eliminar
  7. A minha Mãe anda precisamente com a mesma ideia! E eu que gosto tanto da buganvília cortada como está ... mas o tapete que ela cria de flores e folhas é um desassossego. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje com este vento e chuva, é o descalabro... :)

      Eliminar
  8. Adoro a buganvília da minha vizinha da frente! É lindíssima e adoça-me as vistas com a vantagem de que... quem varre as folhas é ela!!!
    Ih, ih...

    ResponderEliminar
  9. A descrição está demais... Imensa 'poesia' e depois vai-se a ver "pumba", lol!!!

    ResponderEliminar
  10. Mas no Verão diz lá que não dá umas sombras bem fresquinhas, humm?
    Maravilha!

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: