domingo, 21 de Setembro de 2014

E a minha vida é isto





E passou-se mais um fim de semana e eu continuo a não ter tempo de ir ao cabeleireiro ou ao Shopping ou à cidade. Não vejo montras há séculos, não tenho lido livros, não tenho ido ao cinema, nem visto séries. Não estou atenta às notícias e tenho passado pouco tempo em casa, apenas o necessário para manter a organização e a limpeza e transportar filhos de um lado para o outro.
E lá começa mais uma semana de trabalho. Entretanto vou viajar de férias e não sei se se usam cabelos vermelhos ou amarelos, quais são as tendências da moda agora que é outono nem o que é vou pôr dentro da mala para levar. Não importa, o que importa é que subir e descer serras me preenche muito mais e me enche de felicidade. Só tenho pena mesmo é que os meus filhos não gostem de pedalar, seria perfeito, os quatro serra acima e serra abaixo...
Boa semana!

sábado, 20 de Setembro de 2014

Nunca façam isto em casa



Que consegui meter um tapete enorme e teso dentro da máquina, consegui.
Que a máquina o lavou, lavou.
O pior foi mesmo tirá-lo. Teso, molhado e muito pesado e pendurá-lo no arame.
Só espero não ter partido de novo o tambor da máquina..

quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Só me enervam

Isto é tudo uma grande marosca, um complô, uma cabala contra a minha pessoa que eu sei, pois que ao invés de simplificarem a vida a uma gaja, só complicam e me arranjam problemas. A minha vida é só problemas.
Diz que a temperatura ía baixar e que ía continuar a chover cães e gatos e que o verão se finou. Ora, eu cá, já estou é farta de cães e gatos e pode mesmo é parar de cair água, pois acontece que apesar de todas as intempéries, no meu local de trabalho aquilo aquece p'ra caraças e não há meio da coisa baixar. Ora posto isto, tenho todos os dias um pequeno dilema e nem é com a roupa, que isso, uma gaja vai tirando, a questão é com os chanatos.
Senão vejamos, é que ir de botas me dá a quentura nos pés, de sandálias molho as patinhas quando saio do trabalho e de sabrinas parece que estou descalça, pindérica, minorca e mal vestida..
Assim sendo, tenho solucionado o problema desta forma;


 Boa que a sapatola até é fechada e até tem um piqueno buraquito por onde sairá a chuva se for o caso. O problema é que parece que estou de andas de tão altas que são as sapatolas e ao fim de 3 dias a usá-las estou aqui que nem posso que até cãibras nos dedos pés me dão, só da força que faço para me equilibrar em cima delas..
Xiça! É que não posso mais! Mas está decidido, amanhã vou masé de pantufas!



É só salamaleques

Em uma gaja se dirigindo a uma instituição bancária para abrir uma conta, ou constituir um plano, uma aplicação ou o que quer que seja para deixar lá o seu rico dinheirinho, é vê-los a sprintar e a rasteirarem-se uns aos outros a ver quem chega primeiro que isto de trabalhar por objectivos para não ser posto de lado, faz um bancário ter de ir à luta. Vida de bancário neste momento, é mmuuiittoo difícil. Só falta polirem a cadeira  onde te mandam sentar e vir um chocolatinho a acompanhar o café. Depois há 5000 opções que estão a dar neste momento e que, dizem eles, num ano, triplicam os 3 € que sejam, que lá estás a aplicar.
Tudo tretas, mas lá que as apresentam com convicção, lá isso apresentam e até quase convencem uma gaja que aquilo é tudo verdade.
Já quando és um teso e vais lá fechar uma conta, que o pilim que tens, além de não dar para fazer cantar um cego, muito menos dá para distribuir por várias contas, a coisa complica-se.
Depois de finalmente atenderem uma pessoa e nem uma cadeira indicarem para sentar, fechar uma conta é muito mais difícil do que achar petróleo no Alentejo. Pudera, só as comissões de tudo e mais alguma coisa que eles inventam para nos cobrar e que vão deixar de ter, é caso para ficar enervado, ó se é. Se calha, por um qualquer acaso sair-me o euromilhões, vou guardar tudinho no quintal, mesmo por baixo da figueira, que é onde as galinhas de Mamãe vão arrear o calhau e ninguém lá vai com medo de sujar os pés.

RRR

Reuniões, Relatórios, Registos!!
Isso e cães de caça é tudo a mesma raça. Blhac!
Voltem masé as reuniões da Tamparuere e as da Bimvy  e a mostra dos Canídeos Unidos do Sul mais a dos bordados de alforreca da Bidoeira de Cima e ainda a da Baba de Caracol da Picheleira. Essas e mais os outros 1902 tipos de reuniões que tenham chá e bolos no fim...
Ou isso ou um curso de bloggers... Será que no curso de bloggers há bolo no fim? Já que não tenho mais nada para fazer, e não sei escrever patavina, em calhando, até era uma cena fixe.

segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

Gaja Maria, desde 1920 a criar new looks



Estão a ver quando os bebés  se esganiçam a berrar quando têm cocó na fralda, estão? Pois é, lavem-nos e limpem-nos de imediato, que as assaduras do rabo são um assunto muito sério.
É que há momentos, "aquele momento"  em que as barras energéticas e as bebidas com sais e os figos e as uvas que foste penicando por esses campos fora começam a fermentar e tu andas no meio do monte e chegou a hora de ires mesmo cagar à mata. Aí, nesse preciso momento, verificas que a única coisa que tens para te limpar é um misero lenço de papel encharcado pela chuva, mas tu tens mesmo, mesmo, mesmo de ir aliviar a tripa e depois pedalar ainda uns bons kms...
Ai!! Mitosyl se bem me lembro, não é?