segunda-feira, 20 de julho de 2015

38 x 10 cm

Uma bela courgette gigante que não vem do Entroncamento, a terra dos fenómenos, esta veio mesmo ali do quintal da vizinha. Tive pena de esquartejar tão belo exemplar, mas a esta hora  encontra-se às rodelas dentro de um saco de plástico na arca congeladora. Vai fazer umas belas de umas sopas. Não sei se será da água, da qualidade da terra ou do carinho com que a vizinha trata os seus legumes, o que é certo é que todos são enormes.




14 comentários:

  1. Isso é que é legumes versão familiar! Ai que ricas sopas tu vais fazer. E grelhada já experimentaste, dizem que é deliciosa :).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso nunca experimentei grelhada, mas também já ouvi que é muito bom, é hora de experimentar :) tenho de sobra para a família toda

      Eliminar
  2. GM, nem quero imaginar o que ouviria se fosse a minha vizinha a trazer-me esse exemplar vegetal :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xiii pois é MS, havia de ser uma conversa e tanto :)))

      Eliminar
  3. As que plantamos lá em casa e as dos meus vizinhos também são assim. Deve ser porque crescem naturalmente e sem artifícios como as produzidas em grandes extensões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. esta é mesmo natural e sem produtos químicos. Felizardas as que vivem na província :)

      Eliminar
  4. Isso sim é um belo exemplar! A minha varanda/quintal só me "dá" coisas mirradinhas ... é uma mísera!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. será da terra? tens de vir para estes lados fazer um intercâmbio :)

      Eliminar
  5. Sim senhora, mas que belo exemplar!
    Imagino o resto da "colheita"
    ;)

    ResponderEliminar
  6. Poça se tudo na vizinha é grande, dizme tu: tem marido?
    Depois, ao ler oteu poste dos exames eu ainda sofro pela ausencia há já mais de doze anos.
    Depois, isso nunca vai passar.
    Eu só gostava era de connhecer os tomates da tuavizinha,a juilgarpela clourgete...
    Kis ::=)

    ResponderEliminar
  7. É enorme sim, é da maneira que dá para várias coisas...
    :-)

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: