terça-feira, 26 de julho de 2016

Voando

A areia fervia e o sol escaldava-me a pele, as letras do livro começaram a bailar em frente dos meus olhos, misturavam-se, baralhavam-se, apareciam-me trocadas sem mais eu conseguir decifrá-las. Fechei o livro e os olhos. De repente comecei a levitar, o meu corpo ergueu-se no alto, leve e a pairar. Voei. Era noite e o céu estava repleto de estrelas brilhantes que me atraíam e voava por cima do mar em direção á terra. Pequenos pontos de luz aqui e ali fascinavam-me e eu aproximava-me devagarinho. Uma família a jantar na varanda, dois miúdos a jogar á bola na praia, um casal namorava junto a uma rocha iluminado pela luz das estrelas. Ouvi gargalhadas ao fundo, um grupo dançava de copo na mão ao som de uma música que me chegava estranha, distorcida, o calor era tanto que ao sobrevoar uma piscina esta estava cheia, um cão corria á frente do seu dono. Uma brisa fresca acariciava-me a pele nua dos braços e das pernas, fios de cabelo faziam-me cócegas na cara, o meu vestido esvoaçava, como se de umas asas se tratasse. Ouvi uma voz ao fundo. Uma voz que dizia umas palavras que me eram familiares, o meu nome. Alguém me chamava. Acordei e um fio de baba escorria pelo canto da minha boca, era quase noite e eu na praia. Há tanto tempo que não voava…

8 comentários:

  1. Sua babada!!! :p
    É bom sonhar!

    Beijos, GM :)

    ResponderEliminar
  2. O que pode fazer a desidratação. :)
    Para lá da tentativa de explorar a veia humorística, é bom sentir-te a relaxar, a recarregar a baterias...
    Continuação de boas férias :)

    ResponderEliminar
  3. ahahah Nada como um tempinho livre de horários rígidos, roupas leves, um areal e um marzão, para que tudo se torne possível, até voar.

    Beijocas GM, bons voos miúda :)

    ResponderEliminar
  4. Ai ó pah, um cão que ria ao pé do dono... adorava ter entrado nesse teu sonho ahahah
    também já me aconteceu adormecer na praia, credooooooooo :))
    Beiijinho GM continua a aproveitar e vai voando, sabe tão bem.

    ResponderEliminar
  5. Voa sempre que te for permitido! :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Estavas a voar baixinho, como os crocodilos soviéticos. ahahahah

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: