segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Os dias em que não te consigo ver

Há  dias em que te vejo, sem te ver. Vejo-te, olho para ti e tu estás  lá, és  mesmo tu, mas não  és, eu nem te reconheço. ...
Será de ti? Será de mim?

22 comentários:

  1. Estar ou não estar eis a questão

    :)

    Boa tarde GM

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Nina, isto de ir a duas festas no mesmo dia e chegar a casa a um domingo à noite podre de cansada baralha os neurónios a qualquer um eheheh

      Eliminar
  4. Andas a ler Jean Paul Sartre? :)

    Um beijinho, GM :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheheh AC, isto é guerra de entre os meus dois neurónios :)))

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Boa semana Mia, Ás tantas até já nos cruzámos pela cidade :))

      Eliminar
    2. quem sabe? vou passar a trazer uma braçadeira com o nome do blog .)))

      Eliminar
  6. Às segundas-feiras é assim... não te preocupes que amanhã ficas a ver melhor eheheh.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que já preciso de mudar as lentes outra vez Zé?? :))

      Eliminar
  7. Às vezes ... não conhecemos a pessoa com que vivemos tantos anos... outras vezes somos nós que já não nos conhecemos a nós mesmos ... há dias assim... Depois bebemos um cafezinho e passa. Beijinhos Serena

    ResponderEliminar
  8. Que pensamento engraçado!! Muito boa semana para ti,fica bem querida!!

    ResponderEliminar
  9. Às vezes sinto o mesmo em relação a algumas pessoas...
    Beijinhos :-)

    ResponderEliminar
  10. Há dias em que não nos reconhecemos sequer quanto mais a quem nos rodeia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Não há aquele "lugar-comum" de que vemos aquilo que queremos ver.

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: