sexta-feira, 1 de setembro de 2017

E eu a pensar

que o ano começava em janeiro, afinal é em setembro. Por aí já pululam os balanços e as resoluções e eu, por via das duvidas, reinscrevi-me no ginásio, noutro ginásio para ser diferente, vale?

19 comentários:

  1. Tudo vale, para limpar o sótão e alimentar a alma, e ao mesmo tempo, tornear o esqueleto :-)

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe bem fazermos algo por nós :) Beijinho Non

      Eliminar
  2. Faz sentido, carrega que quem alimenta o corpo alimenta a alma, nem seja com exercício :)
    Mas o ano pode acabar quando quiseres!

    ResponderEliminar
  3. O meu ano sempre começa em Setembro. Afinal foi em Setembro que nasci.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Tem sido um sossego agora já andam latas a mais na estrada :)
    Beijinhos miúda 😙

    ResponderEliminar
  5. Temos de massacrar o corpo, para aliviarmos a alma. Como aquele tipo que dava marteladas na cabeça, só para sentir o alívio entre duas marteladas.

    ResponderEliminar
  6. Claro que vale. Corpo são, mente sã.

    ResponderEliminar
  7. para mim o ano tb vai de setembro a setembro...
    nao sei porquê!!

    ResponderEliminar
  8. Também precisava de fazer exercício, mas não gosto nada!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  9. É um caminho, GM.
    A vida é feita de etapas, de partidas e chegadas.
    Bj.

    ResponderEliminar
  10. Claro que vale.
    Já agora obrigada.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Olá, tratar do físico é benéfico, procurar um ginásio melhor também o é. são dois em um.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  12. Cá está uma decisão que eu devia tomar também.

    ResponderEliminar
  13. Para muitos começa em Setembro mesmo.
    Início da escola.
    Início da nova programação televisiva.
    Início do periodo de maiores contratações laborais.

    Não pergunte porquê, mas é o mês em que tudo tem de começar a mexer.
    Qualquer mudança tem início em Setembro

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: