sexta-feira, 5 de junho de 2015

Em que é que ficamos?

Nunca se sabe quem nos lê.
Nunca se sabe se quem nos lê nos conhece ou não conhece ou até se pensa que conhece e não conhece.
Nunca se sabe ao certo as consequências de certas palavras que dizemos ou escrevemos, pois o que dizemos ou escrevemos nem sempre é aquilo que as pessoas ouvem ou lêem.
É portanto prudente, é seguro, é educado e é de bom tom que não se fale nos blogues de trabalho, dos colegas de trabalho, dos patrões. Também não se deve falar das sogras, nem dos filhos nem dos maridos ou dos amigos, muito menos postar fotos dos mesmos. É de todo imprudente falar-se de política ou de futebol. Necessário é, ter imenso cuidado ao opinar sobre determinados assuntos porque os que estão contra, há sempre os que são contra, seja o assunto qual for, iniciam de imediato uma guerra, manchando e denegrindo honras e imagens de todos os que se atrevem a opinar ou a responder, havendo muitas vezes represálias. Há que ter também algum cuidado ao falar de dietas e de desporto sob o risco de se ser criticado e enxovalhado por querer ter uma vida saudável e contar as suas aventuras. Falar sobre moda é o mesmo que ser considerado fútil, pouco inteligente, vaidoso e sem gosto. Arte e literatura ou cinema é uma seca e poucos lêem, viagens é a pessoa a armar-se, falar sobre si próprio é ter um ego desmedido, falar de tristezas é triste e chateia, falar de alegrias é porque é mentira e falar de projetos, motivações, queres e gostos, é igualmente um alvo a criticar.
Ainda, falar das mulheres é feminismo e falar dos homens é "homeismo" (inventei agora mesmo)
Falemos então de quê ein? Em que é que ficamos? 

41 comentários:

  1. do que nos der na real vinheta! Nunca se conseguirá agradar a todos, falemos do que nos agrada a nós, quem não gostar que não leia :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  2. ficamos caladas?!? :)
    fala-se do ceu, é azul. há-de vir alguém que diz que não.
    o sol é amarelo. hmmmm alguém vai dizer que é alaranjado...

    melhor é deixar estar como está :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficar calada é que não. Hei-de falar até que a voz me doa. :)) ou teclar até que já não aguente dos dedos. Nem que tecle com a ponta do nariz já que não tenho bico :)))

      Eliminar
  3. Acho que há espaço suficiente para cabermos todos sem ter de andar aos encontrões. Depois há uma linha que separa e a minha liberdade acaba onde começa a tua...
    Beijos e boas pedaladas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, mas há sempre aqueles que acham que não, que a liberdade é unilateral, só para o seu próprio lado ...

      Eliminar
  4. Valha-nos o anonimato para podermos falar de algumas dessas coisas - família, coisas pessoais, etc. - sem que os colegas de trabalho venham ler (ou pelo menos, saibam que vieram ler). E de resto: os cães ladram, a caravana passa. Não gostam de ler sobre o livro, ou a viagem ou o projeto, ou o que for? Não voltem. E bola para a frente, senão os blogues deixam de ser o espaço de liberdade que vão sendo.

    Sim, percebo perfeitamente a questão - haverá sempre gente a criticar, seja o que for que se diga ou faça. Mas então o melhor é mesmo não ligar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é mesmo esse, o anonimato ou a falta dele...
      Bjs :)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Uma grande chatice quando sabemos que já não somos anônimos, não é?

      Eliminar
  6. O melhor mesmo é nem sequer falares! Ou melhor, não teres opinião sobre nada ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Mac isso é uma grande chatice não é?

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Muita gente o faz, talvez por todas aquelas razões que enumerei :)

      Eliminar
  8. O melhor é deixar a caravana passar... eles/elas acabam por se cansar de ladrar
    Bom dia :=))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, mas muitas vezes não só ladram como arranjam forma de prejudicar e isso é que é mau :)

      Eliminar
  9. Não há assunto velho que não se possa dizer algo de novo sobre ele. É assim não é? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há sempre algo a dizer sim e há gente muito criativa. Ainda assim, há que ter algum cuidado :)

      Eliminar
  10. Adoro! hehe E viva o bota abaixo como se costuma dizer! (E o que não falta por aí de gente dessa!) :D

    ResponderEliminar
  11. O blog é de cada um de nós e cada um escrever o que bem apetecer e quer...digo eu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre Sonhadora, nem sempre, infelizmente :)

      Eliminar
  12. O que os outros possam pensar? É para o lado que "escrevo" melhor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim devia ser, mas já lá vai o tempo em que eu tinha essa certeza, infelizmente tive de ir duvidando e na dúvida... :)

      Eliminar
  13. Respostas
    1. A mesma resposta que dei a ela: Nem sempre Sol, nem sempre, infelizmente :)
      Histórias antigas cá da minha vida :)

      Eliminar
  14. Se for a pensar em tudo o que os outros vão dizer ... fecho a "matraca" virtual e não falo de nada. :) Concordo com a Jovem Sonhadora, cada um fala do que quer, quem não gosta carrega no X e não volta mais ... é simples (e barato)! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois tens razão, mas quem não gosta nem sempre carrega no X e não volta mais, há consequências. Muitas vezes achamos que não gostam de nós e até sabemos que temos determinados defeitos mas ouvi-los ou lê-los é lixado. As pessoas preferem viver na dúvida e na incerteza e gostam de falar e agir conforme querem e lhes apetece, já quando se vêem confrontadas com certas realidades, ficam lixadas com F :)) é assim o ser humano :)

      Eliminar
  15. Realmente é verdade tudo isso...

    Seria mais "decente" ignorar um blogue de que não se gosta - ou que nos causa inveja ou indignação- do que encher a caixa de comentários com palavras maldosas. Mas essa decência não assiste a todos, infelizmente.

    Beijocas, Gaja! Bom weekend!

    ResponderEliminar
  16. No meu blog eu público o que me apetece! Ele é publico, mas quem não gostar ou azar " careta" que não leia. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E assim é que deve ser, como se diz, quem não gosta não come :))

      Eliminar
  17. :))
    Gaja, se estivermos preocupados com aquilo que os outros pensam, nunca sairemos da cepa torta.
    Respondendo directamente à questão, falamos daquilo que achamos que devemos falar. Ponto.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  18. Tudo o que dizes é verdade mas é melhor não pensar muito pois um blog é suposto ser um sítio livre, para escrevermos o que bem entendermos. Contudo, a partir do momento em que se é "descoberto", parece que a escrita fica mais... retraída...
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É impossível ser livre no que escreves se souberes que alguém sabe que aquelas palavras vêm da tua pessoa. Nunca me interessou revelar quem sou nem quero saber quem os outros são. Curiosidade até pode acontecer, mas vontade e descoberta só estraga. Todos os nossos preconceitos vêm ao de cima e acabamos por julgar mais o outro e a cobrar mais.

      Eliminar
    2. Aí é que está o busílis da questão Alfacinha. Há muito que não escrevo livremente o que me dá na real gana por esse motivo... e isso chateia-me :)

      Eliminar
  19. Fala-se do que bem nos apetecer e lê e comenta quem quiser!
    SIMPLE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava que fosse assim tão simples, mas a partir do momento que sabemos que nos conhecem, retraímo-nos mesmo que involuntariamente. Beijocas

      Eliminar
  20. É impossível agradar a gregos e troianos. Eu confesso que penso bastante na questão da privacidade, como comentei lá no blog. O meu blog não é anónimo, o que não facilita, e acho que se começasse tudo de novo escolhia o anonimato.

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: