quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Querido Pai Natal II ou III - Só boas acções!

Este Natal resolvi ser uma boa menina.
Já contribui para o Banco Alimentar, já dei mantas à Associação Protectora dos Animais, dei brinquedos e roupa a meninos desfavorecidos e ontem ía espatifando o meu adorado bolinhas azul, para salvar  um gato.
O diabinho ficou encandeado com as luzes dos farois e resolveu fugir para o meio da estrada. Esta estava molhada, travei a fundo e quase ía fazendo um peão, qual Fitipaldi em dia não. O gato lá escapou, eu endireitei o carro e lá segui toda a tremer. Se há coisa que não posso ver é um bicho morrer atropelado, quanto mais por mim.
Cheguei a casa, tinha a minha Maria a fazer equilibrismo no topo da árvore de Natal e as bolas todas espalhadas pelo chão. Em vez de ralhar ou castigar, tirei-a de lá, fiz-lhe festinhas e conversei com ela:
- "Não se trepa a árvore de Natal, Ok?"
- "Está bem abelha", deve ter respondido. Ainda bem que eu não entendo gatês...

Posto isto, meu querido Pai Natal, faz o que tens a fazer, tá? Pára na minha chaminé...

3 comentários:

  1. Venho agradecer o seu registo no meu blogue.
    Sim merece mesmo que o Pai Natal se lembre de
    si. Ontem a m/gata deitou uma televisão ao chão...
    e não é mtº. pequena. Tudo porque saltou para
    cima dela para saltar para cima do frigorífico
    e não sei como fez tal coisa. Por sorte a
    televisão não se partiu e continua a trabalhar.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  2. Portaste-te muito bem, eu tenciono fazer algo do género ;)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. eu não tinha assim tanta paciência :P

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: