segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Mãe

Chega da rua de lábios pintados e cabelo arranjado, pousa a bolsa que traz debaixo do braço, tira os o óculos de sol e coloca o avental. Deita o pão quente que foi comprar no cesto. Caminha devagar que as pernas já não são o que eram e aquela prótese na anca não lhe dá descanso da dor, as mãos tremem-lhe e a pele está cravejada de sulcos já profundos, afinal são oitenta anos de histórias, oitenta anos de altos e baixos que a vida lhe trouxe e ainda traz. Apesar de tremerem, aquelas mãos ainda são de fada, com as unhas pintadas cor de salmão e que em meia hora fazem com que um cheirinho bom a   comida deliciosa invada a casa. A mesa já ela a tinha posto que nunca deixa nada por fazer e a família vai-se chegando para terminar os preparativos. É difícil juntar filhos, genros e todos os netos à mesa mas quando isso acontece a felicidade dela vê-se e sente-se. É preciso tão pouco para os fazer felizes...

20 comentários:

  1. e é tão bonito quando isso acontece... são momentos preciosos.
    beijinho GM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Momentos que nos fazem bem e a eles também, temos de os viver o melhor possível Laura, já não vai haver assim tantos mais :(

      Eliminar
  2. Já não tenho esses mimos mas, tive-os, muitos, cheiinhos de amor e carinho. Tenho tantas saudades deles, partiram muito cedo.

    Goza o mais que puderes dessa presença. Contribui para que esses momentos sejam muitos, dá-lhes alegria, eu sei, mas dá-nos a nós muito mais que alegria, dá-nos a certeza de pertencermos a um núcleo, mais do que pertencer, fazer parte dele.

    Beijinho filha babada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos de os aproveitar enquanto os temos Non o mais possível é são estes momentos que nos é a eles alegram os dias. Beijinhos

      Eliminar
  3. Que momentos maravilhosos. Há que aproveitar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo Sys, por vezes andamos tão ocupados que nem damos importância a estes momentos tão valiosos :) e depois arrependemo-nos

      Eliminar
  4. É exactamente disso que a vida é feita, de momentos. E os momentos passados em casa com a família são sem duvida os mais marcantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deem-me as voltas que se derem Impontual, a família é que são os nossos, estão sempre lá quando precisamos deles, há que alimentar estes momentos :)

      Eliminar
  5. Texto com "sabor a primavera"... (também termino com três os pontnhos da "praxe", sinal de que fica mais por dizer...).Ponto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanto por dizer não é Carlos? Alimentemo-nos destes momentos e teremos a alma cheia :)

      Eliminar
  6. Tão bom... Um quadro feliz que se quer repetido muitas e muitas vezes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luísa, estes momentos dão anos de vida principalmente às pessoas mais idosas e a essas temos de as mimar :)

      Eliminar
  7. São os momentos que ficam, esses são os melhores.
    Boa semana GM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo do melhor que há Miguel, boa semana

      Eliminar
  8. Andamos tão empenhados à procura da felicidade, que nem reparamos que ela está nas coisas mais simples.

    Olha, esse "trás", não é do verbo "trazer"? ahahah

    ResponderEliminar
  9. Que classe tem a senhora dona tua mãe =D

    ResponderEliminar
  10. Sou filha única e a minha mãe ainda se preocupa comigo, como se eu corresse perigo de vida a todo o instante.

    ResponderEliminar
  11. Quem tem mãe tem tudo, quem não tem não tem nada.
    Bj.

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: