terça-feira, 11 de março de 2014

Onde estão os beijinhos?

Por vezes pergunto-me qual é o tamanho do amor e se o amor está na quantidade de beijinhos ou no aperto do abraço. Pergunto-me se o amor está naquilo que sentimos ou se naquilo que demonstramos e na forma como o fazemos. Será que o facto de sentirmos amor por alguém é suficiente ou se não o demonstramos é como se não houvesse amor?
Quando os meus filhos eram pequenos manifestavamos o tamanho do nosso amor dessa forma e era das coisas boas desta vida. Habituei-os desde então, tal como eu própria fui habituada, a cumprimentarem-nos, aos pais, com um beijo na cara na despedida e no reencontro todos os dias, mas a determinada altura, quando dar um beijo à mãe ou ao pai em frente da escola deixou de ser coisa de gajo crescido, esse hábito foi-se perdendo.
Hoje, dos meus dois rapazes com + de 16 anos, não levo um beijo ou um abraço, há muito, mesmo muito tempo.
Nem sou muito dada a melaços muito menos sou fita-cola, ainda por cima com filhos quase adultos, mas por vezes apetecia-me um beijinho. Hoje apetecia-me um beijinho...
Acordei assim, o que hei-de fazer?

11 comentários:

  1. Beijos e abraços fazem sempre bem, independentemente da idade. Tens que agarrar os teus miúdos de vez em quando e enchê-los de beijos e abraços, vão-te agradecer daqui a uns anos por o teres feito.

    ResponderEliminar
  2. Leva lá os que quizeres, eu sou muito beijoqueira e às vezes não arranjo vítimas a jeito, o teu desabafo veio mesmo a calhar, ahahaha!
    Sei que nada substitui os dos filhos mas...
    Toma lá muitos beijinhos e um abraço apertado também.
    Melhorou?

    ResponderEliminar
  3. Sabe sempre bem um beijinho das pessoas que mais gostamos!

    Um grande beijinho para ti!

    bjs

    ResponderEliminar
  4. Beijinho são bons:))) Por enquanto os meus filhotes são super meigos e beijinho não faltam...mas já me estou a preparar para a fase seguinte:(( que espero que não chegue...Afinal um dos meus irmãos nunca teve vergonha ou perdeu o hábito de abraçar e beijar a nossa mãe fosse onde fosse...ainda hoje o faz ...quem sabe tenho sorte!!!
    Mas fique claro...não é por não haver beijinhos que não há amor!!!
    Um beijão para ti!
    Maria

    ResponderEliminar
  5. Oh... estás uma fofura, daque mando um beijinho, um abracinho e até um miminho.

    ResponderEliminar
  6. Gaja faz o que a minha mãe me faz a mim, agarra-se a mim que nem uma lapa e enche-me de beijos e diz : "se queres que eu pare tens que dar beijinhos à mãe" é uma terrorista do mimo :_p

    ResponderEliminar
  7. Às vezes precisamos mesmo de beijinhos.
    Os adolescentes são assim, mas felizmente crescem :)
    Um beijinho aqui de longe!

    ResponderEliminar
  8. A minha com 11 anos em frente á escola também sente "vergonha" em dar um beijo á mae, mas em casa não me larga... é uma cola autentica... por isso beijinhos dela ainda tenho q.b.

    E agora envio-te um beijo e um abraço apertado.

    ResponderEliminar
  9. Concordo contigo... a minha filha faz isso sempre, mas é menina of course... do meu filho (por enquanto) não peço pois ele dá-me tantos que até é demais às vezes (mas nunca é demais). O meu filho de 11 anos vem-me dar beijos e abraços de 15 em 15 minutos... e passa o tempo todo a dizer que gosta muitooooo de mim... não me canso destes mimos.

    UM BEIJO DOCE MEU MINHA LINDA ¸¸.•*•❥

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: