sexta-feira, 7 de março de 2014

Ou não fossem estes, pensamentos de uma Gaja

Uma Gaja vai de bike e de repente encontra-se defronte de uma subida medonha e muito íngreme. Só de olhar, já mete medo...
Numa fracção de segundos pensa: "Não vou, não consigo. Isto é demais para mim, há que saber reconhecer as nossas limitações!" 
Mas também pensa: "Porra! Se não tentar como vou saber se consigo ou não?" 
E ainda pensa: "Eu vou conseguir, eu vou conseguir!" 
Trava-se uma pequena luta interior. Decide e arranca. 
O esforço é enorme,  o coração está a mil, as pernas começam a pesar 500 kgs cada, quase não conseguindo mais pedalar,  é o calor, são os pingos de suor a escorrer pela fronte, é a dificuldade em respirar, é o cansaço cada vez maior, é olhar em frente e ver que ainda falta tanto, mas a cabeça diz "Vou conseguir, vou conseguir!" E centímetro a centímetro, metro a metro, uma Gaja vai conseguindo avançar. Em deixando, a mente comanda o corpo.
Umas vezes acaba por conseguir, outras o corpo não aguenta sobrepondo-se à mente. Aí, desmonta seguindo com a bike à mão, mas para a frente, sempre para a frente, nunca desiste muito menos volta para trás. 
É importante conseguir, mas mais do que isso, o importante é tentar.
Agora transponham isto para a vida em geral.

7 comentários:

  1. Que grande lição, sim senhora. É isso mesmo, para a frente é o caminho mesmo que nos parece imposível! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O importante é sempre tentar. Tentando, muitas vezes conseguimos certo?

      Eliminar
  2. Tenho que aplicar esta lição nalguns campos. Tenho, tenho. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Persistência e teimosia. Por vezes é preciso :)

      Eliminar
  3. Gaja Maria nada a acrescentar! Força que o caminho é para a frente :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, ainda que pareça impossível, há que tentar :)

      Eliminar
    2. Só ao quando nos desafiamos é que sabemos qual é o nosso limite ;)

      Eliminar

Quem quer pensar comigo: