segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Como eu vi "O Caminho"

Um pouco difícil em alguns momentos sim, mas muito belo e muito mágico em todos os outros. E agora que o fiz, que consegui cumprir mais um objectivo a que me propus, sinto-me muito mais forte, muito maior, muito mais rica no meu interior. Tenho o coração cheio daquilo que vi, daquilo que passei, daquilo que senti...

Dia 1
O mais difícil para mim, pois arrancámos do Porto já passava das 10 da manhã por causa da credencial de peregrino e pedalámos durante longos 108 kms (fizemos um pequeno desvio para passar num sitio que nos tinham recomendado), muitos deles por estradas e a subir. Ainda assim, adorei pedalar cada km.  Adorei atravessar o Porto de bike, cidade que praticamente não conhecia. Tenho de voltar lá com tempo.
O percurso está muito bem marcado e quase de 100 em 100 metros encontramos setas amarelas ou o símbolo da concha da vieira desenhados nos postes, nos muros, nas estradas, Não há que enganar e O Caminho passa por montes de igrejas e outros monumentos religiosos de grande beleza, assim como as paisagens são de cortar a respiração.
Pelos vistos este fim de semana foi muito fértil no que toca a festejos e por aqueles montes e vales ecoavam cânticos, bandas filarmónicas, foguetes e música pimba. Cada cidade e aldeia que atravessávamos tinha a sua própria música, as suas ruas engalanadas e as suas pessoas vestidas para as festas. Com o eco dos montes, os sons misturavam-se e faziam-me sentir um friozinho na barriga.... À medida que íamos passando, imaginei-me na pele de cada uma daquelas gentes. Como já partimos muito tarde quase não encontrámos peregrinos, mas a chegada a Ponte de Lima surpreendeu-me, havia dezenas deles pelas ruas. E mais uma cidade em festa que quase não arranjámos alojamento, estava tudo cheio e pagámos uma pequena fortuna para pernoitar. Valeu no entanto a pena, pois Ponte de Lima é mais um local onde tenho de voltar com mais tempo, do que vi, é um lugar lindo.

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Não podia deixar de fazer isto e queria que fosse o quanto antes, pois já sou "entradota" na idade e tenho medo que me dê alguma macacoa. Já está! :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Acredito que com vontade e muita determinação tudo se faz. E nestes casos, um grande espírito de sacrifício também. Quando queremos, somos capazes de mover montanhas :)

      Eliminar
  3. Gosto de ler estas tuas aventuras, e quem sabe não ganho coragem para começar a mexer-me!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Força nisso Nikita, para mim isto já é um modo de vida, quando estou dias sem me mexer até ando a bater mal :))

      Eliminar
  4. Acredito que deva ser deslumbrante fazer esta viagem de bike. A paisagem é vista de certeza por uma outra perspectiva bem diferente de quem vai de carro, por exemplo. Fico feliz que tenhas aproveitado cada bocadinho e tenhas cumprido o objectivo a que te propusestes (nunca duvidei, aliás)
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deslumbrante mesmo, embrenhados por aqueles caminhos com aquele espírito, vemos as coisas de outra forma :))

      Eliminar
  5. ...Porto ...cidade que praticamente não conhecia...O quÊ?!?!?!? Ahhhhh...minha Gaja....tens que cá vir pá!:)))))) Vou pensar se te perdoo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai perdoa-me Suri pois não vou deixar passar muito tempo sem ir ao Porto cuscar tudo quanto é rua e beco. É lindo. Há uns anos fui ao Porto muitas vezes mas sempre para acompanhar alguém que estava a fazer um tratamento, nunca como turista, por isso digo que não conheço, mas de facto e pelo que vi de bike, tenho mesmo de lá voltar :)

      Eliminar
  6. A tua aventura enche-me de sonhos. Gostei muito do relato do dia 1! Grande Gaja Maria! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sonhos que podem realizar-se, nem todos é certo mas os que dependerem de nós, é meio caminho andado. Beijinhos

      Eliminar
  7. Com meu carinho de sempre venho agradecer
    as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
    Tudo isso me leva pra frente dizendo
    continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
    Ando protelando meu afastamento por
    conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
    a um longo tempo caminhando comigo.
    Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
    eu me envolvo demais , eu luto demais ,
    talvez seja essa garra que deixa
    gente brava outras feliz e tão contente.
    Hoje venho te pedir uma gentileza.
    Apesar dos meu quase 10 anos de blog
    por algumas vezes termino entrando
    em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
    a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
    por perder o encanto por muita coisa.
    Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
    hoje peço seu voto
    se achar que meu poema vale seu voto.
    Nome do meu poema?
    "Você é minha Poesia"..
    Endereço para votar.
    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
    È complicado pra mim pedir voto,
    pois sempre achei que merece ganhar sempre
    todos os pemas.
    È lindo mesmo que seja um único pensamento.
    Caso for votar é votar e confirmar seu voto
    é complicado ,
    mais acredito no seu potencial de
    votar e de escolher.
    Um abraço cheio de carinho.
    Evanir.
    PS.Quando terminar farei uma
    postagem como o nome de todos amigos
    que confiaram em mim seu voto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Evanir, Votei, é um lindo poema e espero que ganhe. Beijinhos

      Eliminar

Quem quer pensar comigo: