terça-feira, 14 de outubro de 2014

Só bosta

Na ilha de S. Miguel, aquilo era vacas por tudo quanto era sítio. Estou a falar das de 4 patas claro, que das outras nem tive tempo de constatar se havia ou não. Eram vacas nos montes, eram vacas nas estradas, eram vacas nos jardins das casas... Sim, desbastavam as ervas daninhas que aquilo era um mimo. Por lá nem precisam de corta relvas, muito menos de jardineiro. Tão giras ao longe que elas eram, pintalgavam aquele verde imenso de preto e branco, havia até vacas dálmatas, há pois havia. Umas pequeninas e fofinhas, outras grandes e simpáticas, resumindo, vacas, mesmo muitas vacas. Acho que já perceberam, não?
Mas as vacas fazem muita bosta, meeeeesmo grandes montes de bosta... Havia bosta nos caminhos dos montes, nas estradas, nas rodas dos carros, nos nossos sapatos. Não fora todo aquele cheiro a verde e a ilha de São Miguel, toda ela, cheirava a bosta.
Mas o que eu vos queria dizer, para além da bosta de vaca e do seu cheiro, é que as vaquinhas dão o leitinho e os queijos e os bifes. Ai os queijos, ai os bifes...
Atentem no que vos digo que sou vossa amiga, comam mas é carne e queijos e manteiga e bebam leite dos Açores, aquilo é tudo biológico, as vacas são vegetarianas e correm em liberdade pelos pastos, nada mais fresco e natural. Há e fazem muita bosta mal cheirosa que serve para adubar os pastos onde elas vão comer... eheheh






12 comentários:

  1. :) ui, pronto! já me abriste o apetite que ainda nem o pequeno-almoço tomei!

    ResponderEliminar
  2. Essa bosta é pois uma bosta que se preza, portanto!
    Por acaso tenho o hábito de comprar manteiga dos Açores, daquela que dizem que não tem nem corantes, nem conservantes. É boa, sim senhora!
    O queijo também lhe quero bem! E o chá verde, é do melhor. A carne nunca experimentei.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois esqueci-me de falar no chá da Gorreana, fui visitar, provei 3 tipos dele, fiquei com a pança cheia de chá e aflitinha para fazer xixi, mas é muito bom, até trouxe que no inverno sabe muito bem :-)

      Eliminar
  3. Vacas "sagradas", essas, as dos Açores. :)

    Bom dia, G. Maria

    ResponderEliminar
  4. Percebes porque é que vim viver para Chaves??? Aqui come-se carne à séria...
    Ai... Agora estou a lembrar-me das postas que se comem por aqui e já estou a babar :P eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então estás por Chaves..., conheço, já lá passei uns dias e é verdade, a carne do norte é bem boa :)

      Eliminar
  5. Bem, agora a esta hora deu-me uma fome...
    :D
    Deve ter sido bem bom :-)

    ResponderEliminar
  6. Gaja Maria, tudo o que disseste confirmo a 1000%, estive na ilha Terceira 1 mês inteirinho, vacas mimosas até nas mini rotundas e triângulos das estradas, a carne é para lá de espetacular, só não retive na memória a parte das bostas... aquilo é lindo, Açores! Só não percebo porque não encontro aquela carne à venda no continente... Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade. Já me perguntei o mesmo, o que fazem eles à carne de tanta vaca? Não acredito que a comam toda por lá. Já houve uma altura, no início do Continente aparecer pela minha zona que vi à venda "carne dos Açores" mas depois nunca mais...

      Eliminar

Quem quer pensar comigo: