segunda-feira, 30 de março de 2015

Zona de conforto

Árvores, casas e carros passavam por mim a correr. Um cão ou outro olhava para mim, mas nenhum deles se atreveu a perseguir-me, eles sabem-nos indefesos por vezes, ou até não, talvez ontem não lhes apetecesse simplesmente correr atrás de mim, era domingo...
O céu estava pintado de mil tons de cinza e o vento soprava contra mim, tentando dificultar-me a pedalada. Sentia cada músculo das pernas em esforço e as lágrimas corriam-me por baixo dos óculos, que eu limpava com as luvas. Eram do vento.
Há muito que não pedalava assim, sozinha. Sozinha não, eu, a minha bike e a minha música. Sabendo que não ia ter companhia, levei umas músicas novas. Levei um novo espírito também. Levei comigo a ideia de "sair da minha zona de conforto" frase que não me larga de há uns tempos para cá quando me foi dito que os resultados acontecem quando saímos da nossa zona de conforto  e vamos à procura. Não sei bem em que fase da minha vida me terei eu acomodado numa qualquer zona de conforto, eu que sou uma lutadora, mas uma coisa é certa, dispus-me a largá-la e a deixá-la para trás, dispus-me a sair dessa tal zona em várias áreas da minha vida.
E lá fui eu, 60 kms de céu e de ar fresco e de vento só para mim, as praias a passarem, uma a uma, desertas e frias, o mar ao fundo e eu a passar por elas e a sorrir por dentro e a cantar aos berros as minhas músicas, plena de alegria e satisfação.
Quem me via havia de pensar que eu estava a fazer alguma corrida e me tinha esquecido de pendurar o dorsal, mas não. Era apenas eu a tentar sair da minha zona de conforto.

32 comentários:

  1. E eu sem sair de casa, cheia de frio...

    ResponderEliminar
  2. Muito bom :) Ao domingo agora por aqui também é levantar o rabinho da cama cedo, mas não é para pedalar, é para caminhar. Ainda não me aventuro muito, apesar de gostar bastante de pedalar. Mas dou umas pedaladas e quase que me saltam os pulmões fora ihih :D
    É muito bom ter companhia, mas às vezes sabe mesmo bem desligar e ir sozinha com a música.
    Ah, e 60 km é obra :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caminhar também é bom e o importante é mexermos-nos :)

      Eliminar
  3. Boa! Esse é o caminho! Força!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) tem de ser, quando ficamos cotas queremos afirmar- nos :))

      Eliminar
  4. Pena q por aqui nao ha espaço nem segurança para pedalar. 😩

    ResponderEliminar
  5. Isso é que é garra. Para mim és um exemplo, um óptimo exemplo a ter muito em conta, mais nada:).

    Beijinhos Gaja e obrigada pela força que também me passas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como já disse aqui atrás, sou vota, quero afirmar-me :)))

      Eliminar
  6. Muito bom :-)
    Também penso muitas vezes no que é sair da zona de conforto e realmente, parece que é quando 'evoluímos' ou conseguimos alcançar outras coisas...
    Em relação à música, quando vais a pedalar, vais a ouvi-la nos phones? Já pensei nisso, porque serviria até como estímulo, mas depois tenho receio de não ouvir alguma coisa pelos caminhos fora...
    Beijinhos :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando vou pedalar sozinha levo sempre phones e música. Não demasiado alto para que possa ouvir algo se for necessário mas o suficiente para ir a curtir :)) adoro

      Eliminar
    2. Pois é, tens razão, e eu que ando maioritariamente sozinha, seria realmente uma boa companhia... Acho que da próxima vez experimento, é como dizes, não ficando a música muito alta, dá para ouvir o que for preciso...
      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. eheheh Até já fiz mais, no verão, quando os dias são grandes e a companhia é boa :))

      Eliminar
  8. 60 km!!!! Isto sim é que é ter garra e coragem. É sempre bom quando saímos da nossa zona de conforto e nos superamos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De vez em quando temos de nos testar a ver se o bichinho ainda está lá :))

      Eliminar
  9. Magnífica prosa, Gaja. Parabéns!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada AC, quando pomos paixão no que fazemos, sai inspiração :)) Bjinhos

      Eliminar
  10. Por vezes é bom sairmos da nossa zona de conforto.

    Beijinhos,

    Irina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem de ser, somos ou não somos gajas de fibra ? :))

      Eliminar
  11. Eu imagino-te...nessa cena
    (Ontem andei por aqui mas naompodia comentar, erro 503)
    Kis :>)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ontem aconteceu-me também esse erro, mas acho que já passou :)

      Eliminar
  12. Deve ter sabido pela vida esse passeio =)))

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  13. Corajosa e a escrever bem. :)

    Beijos, GM. :)

    ResponderEliminar
  14. Sair da zona de conforto é um acto de coragem :)
    Gostei muito Gaja :)

    ResponderEliminar
  15. Só saindo da nossa zona de conforto podemos conhecer melhor os nossos limites. Mas é preciso coragem.

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: