terça-feira, 1 de dezembro de 2015

A lampada mágica

Foi num dia frio de inverno, logo pela manhã, que desejei tão fortemente esfregar a lampada mágica e voar. Acreditei, esfreguei e voei!
Talvez esse voar não tivesse sido bem sucedido pois ao invés de o meu voo ter aterrado algures na Muralha da China como era meu desejo, aterrou no meio de um conflito entre dois mundos. O inferno era tal que choviam pedras e tiros, as crianças corriam sem destino chorando, as mulheres gritavam ao verem-se perdidas e sem nada, as suas casas estavam destruidas e os seus maridos empunhavam armas e disparavam sem saberem muito bem para onde nem contra quem.  Já não havia ruas, não havia casas, não havia carros nem animais. Não havia alimentos. Havia sim feridos, doentes, gente com fome, gente que já nem era gente. O fm estava próximo. Tão próximo que corri a pegar na lampada, esfreguei com muita força e voltei a voar para o meu cantinho. Cheguei! 
Cheguei com a certeza de não querer mais partir, com a certeza de que apesar de tudo, voar para longe nem sempre é o que no final de contas desejamos. Cheguei com a certeza de que o inverno, o frio e os dias cinzentos são céu comparados com o inferno.

18 comentários:

  1. GM
    Parece que andamos ambas, com olhos longínquos, perscrutando vivências tristes, que de tão tristes, já nem a tristeza sentem, e damos conta, então, que estamos no céu... que ainda conseguimos sentir, tristeza/alegria - medo/coragem - e que até acabamos a encontrar certezas nas nossas incertezas.

    Beijoca GM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como tu me compreendes :) para quê andarmos aqui a lamentar-nos quando afinal estamos tão bem. Metáforas para a vida é o que nao falta :))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Para quê queixarmo-nos e ficarmos tristes por nada se afinal temos tudo? toca mas é a aproveitar a vida :)) é Natal, é Natal la, la, la

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    4. Tens razão sim!! o que nos falta?? nadaaaaaaa ;) haja saude :) e ..... jingle bell.. jingle bell já não há papel :) ahahah

      Eliminar
  3. Respostas
    1. As pessoas queixam-se á toa sem olhar a sua volta. Bjinhos ME

      Eliminar
  4. É uma pena que algumas pessoas andem tão distraídas da vida...

    Um beijinho, GM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falta um certo foco nas pequenas grandes coisas...
      Beijinho MS

      Eliminar
  5. É para aprendermos a dar valor ao que temos...que é muito...se pensarmos nos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, queixamo-nos de barriga cheia.

      Eliminar
  6. Achamos que estamos sempre mal e esquecemo-nos que há sempre alguém muito pior do que nós ... basta olhar em volta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma das coisas que sempre me ensinaram foi a olhar para os que têm menos e nunca para os que têm mais :)

      Eliminar
  7. É também uma forma de darmos valor às coisas simples que temos no dia à dia...
    :-(

    ResponderEliminar
  8. Vivemos tempos danados, Gaja, e ignorar não há como.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  9. ... que tal "viajar à boleia"? Sonho... nem sempre existo :-) - http://calbertoramos.blogspot.pt/2015/12/viajar-boleia.html

    ResponderEliminar

Quem quer pensar comigo: