segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Ainda os laços

Laços que unem, que acompanham vida fora e que se vão partindo...

Contei-vos aqui como fiquei triste com a doença da palmeira de minha mãe que foi apanhada pela praga de escaravelhos. Nada a fazer, teria de ser cortada faseadamente e no fim arrancada a raiz com uma draga pois é uma palmeira com muitos anos e tem raízes enormes. A sugestão que me deram na altura em que publiquei o post foi colocar uma nova palmeira no lugar desta. O jardineiro diz que não pode ser, os escaravelhos vão ficar por ali algum tempo e como a maioria das palmeiras da zona estão afetadas, rapidamente a nova ia ser contaminada...
Sei que é só uma palmeira mas não, é muito mais do que isso, é mais um laço que se parte...

Com a doença ficou assim:



O primeiro corte:



8 comentários:

  1. É mesmo uma perda sim, e dói, tanto como a perda de um animal de estimação.

    Aqui ao meu redor, também havia muitas palmeiras, que fui vendo derrubar, mas algumas ainda resistem, orgulhosamente olhando o céu e a terra, e deliciando o olhar dos mortais.

    Bom dia GM, daqui a uns tempos plantas tu, uma outra novinha, para serem a companhia dos teus netos, topas?
    ehehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Of course! É uma pena ver tudi dizimado por aqui, mas é como tudo, daqui a mais, uma nova geração de palmeiras surgirá.
      Jinhos N

      Eliminar
  2. Disseram-me que existe um novo tratamento capaz de impedir a progressão da doença, mas ficava muitíssimo caro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mas além de caro, não garantem que resulte :(

      Eliminar
  3. Por aqui também aconteceu há tempos.
    O que fazias debaixo da palmeira, para teres assim tanta saudade?? ai ai :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fotografias de família e assim :)))

      Eliminar
    2. E churrascos e caipirinhas também? :))

      Eliminar

Quem quer pensar comigo: