quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O chapim real

Hoje acordei com mais um ano e um gosto a fim de festa, não  que tenha havido festa, mas o gosto está gravado para estes dias e, assim sendo, gostos gravados em certos recantos da memória, já que ocupam espaço, terão de vir á  tona de vez em quando para que não  ganhem pó, foi hoje.
Eu só queria ficar quieta no meu canto a curtir a ressaca que não  tinha e a pensar cá  coisas com os meus botões que por acaso até  tinha. Vá-se lá  entender estas coisas.
A reunião  da manhã  foi adiada, boa! Deixassem-me trabalhar sossegada.
Quis porém a minha faceta de sem parança, em conjunto com a de protetora de animais que me chamassem para ver um passarito caído  a porta da receção. Em voo picado,  chocou com o vidro e ali ficou, estendido. As asas abertas, as patas encolhidas, olhitos fechados. Respirava no entanto e peguei nele, fiz festinhas,  dei água, soprei, deixei-o descansar.
Depois cagou-me na mão! Nunca se caga na mão  de quem nos tenta salvar. Mas apesar de tudo e da mão cagada, eu sou ou não  sou uma salvadora?
Fui devolvê-lo á natureza, já que não podia fazer mais nada, além disso, já tinha a mão  cagada, não  queria que ela tivesse também um pássaro morto.
Meia hora se passou e não me contive, fui ver se tinha conseguido dar às asas e voar. Não. Ainda lá estava, todo enjojado, inchado e de olhos fechados. Ia finar-se certamente.
Fiz-lhe uma festinha e saltou-ne para o braço, olhou para mim, juro que o vi piscar-me o olho, voou!

Um bom presságio, este.

17 comentários:

  1. Já fizeste a BA do dia, e que linda que foi
    Ontem, parabéns pelo aniversário
    Hoje, parabéns por fazeres parte dos, a quem a indiferença não cristalizou o coração

    GM=GandaMulher
    abreijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com animais fico de coração mole, tadito do bicho :))
      GM=GandaMulher - gostei! Ainda mais por causa do meu pouco mais de metro e meio :))))

      Eliminar
  2. Muito bem. São coisas destas que nos enchem a alma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era só um passarito eu sei, mas depois de o saber ali assim, não podia deixá-lo morrer sem fazer nada

      Eliminar
  3. Confesse que depois disto acabou-se-lhe o gosto a fim de festa.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei contente por tê-lo salvo, gosto de animais :)

      Eliminar
  4. Isso não é um passarinho de plástico? hã?? :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade andei anos a treiná-lo para estas fotos eheheh, como não consegui, mandei embalsama-lo :D:D:D

      Eliminar
  5. ÔOOOOOÔ! :)) Tão lindo! Para fim de festa...belo sabor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achei até que era um pássaro bébé, mas os meus colegas, entendidos em passarada dizem que aquela raça é assim, pequena. Tão bonito :))

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Vá lá, piscou-me o olho, ficou desculpado :))

      Eliminar
  7. Que fofice :) às vezes os animais sabem que os ajuda não é à toa que estas coisas acontecem a quem gosta de animais. Ainda bem que o pequenito sobreviveu. Eu assisti a uma destas mas foi com um pombo... foi um senhor esbardalhanço contra uma paragem do autocarro que não me contive e ri-me que nem uma perdida, especialmente porque assim ele se apercebe do que lhe aconteceu sacode a cabeça e voa logo de seguida (cá para mim foi para fugir à vergonha.

    ResponderEliminar
  8. Sou um apaixonado por aves exóticas. Tenho muitas cá em casa, todas nascidas em cativeiro. Fizeste bem libertar o bicho. Essa espécie não se dá em cativeiro!

    ResponderEliminar
  9. :-)
    Também cada vez gosto mais dos animais...

    ResponderEliminar
  10. Estrelinha-real (Regulus ignicapilla). Chapim-real (Parus major) é outro pássaro. Não que faça diferença para a história e a boa acção:-) Há um site bom para procurar estas coisas, se estiver interessada, http://www.avesdeportugal.info/avesdeportugal.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o salvei não fazia ideia que pássaro era e fui pesquisar. Embora não tivesse a certeza e achasse o bico demasiado comprido para chapim-real, pareceu-me que era. Agora está explicado. Obrigada :)

      Eliminar

Quem quer pensar comigo: